Skip to main content
 
Linha 2: Linha 2:
 
==A chorar com o Belenenses==
 
==A chorar com o Belenenses==
 
__TOC__
 
__TOC__
[[Imagem:1954.JPG|500 px]]
+
[[Imagem:1954.JPG|700 px]]
  
 
O Sporting chegara de África no dia 19 de Agosto e o Campeonato Nacional começou a 12 de Setembro, portanto quase não houve tempo para férias, e a equipa não disputou nenhum jogo preparação para a nova época, entrando diretamente na competição oficial com [[1954-09-12 Sp. Braga – SPORTING|um empate em Braga]].
 
O Sporting chegara de África no dia 19 de Agosto e o Campeonato Nacional começou a 12 de Setembro, portanto quase não houve tempo para férias, e a equipa não disputou nenhum jogo preparação para a nova época, entrando diretamente na competição oficial com [[1954-09-12 Sp. Braga – SPORTING|um empate em Braga]].
Linha 225: Linha 225:
 
|
 
|
 
|}
 
|}
 +
 
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 
|-
 
|-

Edição atual desde as 20h27min de 14 de fevereiro de 2020

A chorar com o Belenenses

1954.JPG

O Sporting chegara de África no dia 19 de Agosto e o Campeonato Nacional começou a 12 de Setembro, portanto quase não houve tempo para férias, e a equipa não disputou nenhum jogo preparação para a nova época, entrando diretamente na competição oficial com um empate em Braga.

A temporada começou ainda sob o comando da dupla de sucesso constituída por Tavares da Silva e Joseph Szabo e não se verificaram alterações significativas no plantel, havendo apenas a registar a dispensa de alguns jogadores menos utilizados.

Depois de um ano de menor utilização em virtude das lesões sofridas, Joaquim Pacheco e Albano recuperaram os seus lugares na equipa em detrimento de Galaz e Mendonça e inicialmente Galileu pareceu roubar a posição de extremo direito a Hugo, mas o irrequieto jogador vindo de Vendas Novas acabou por reaver o lugar que tinha ganho na época anterior.

Em Outubro chegou a Lisboa Mokuna, um jovem avançado congolês descoberto na digressão a África, que era conhecido como o "fura redes" devido à potência do seu remate. Tinha apenas 19 anos de idade e vinha rodeado de uma enorme expectativa, numa altura em que o Clube ainda vivia na saudade do seu grande goleador Peyroteo, esperanças que cresceram logo que Joseph Szabo afirmou que Mokuna era melhor do que o maior marcador da história do Sporting, quando este 18 anos antes tinha chegado ás suas mãos. No entanto por questões burocráticas o avançado africano só pôde começar a jogar no início de 1955.

A época começara mal e a equipa revelou uma inesperada irregularidade, principalmente nos jogos em casa que passaram a disputar-se no Estádio Nacional, onde o Sporting sentindo a falta do aconchego do velhinho Estádio do Lumiar que estava à beira de ser demolido, sofreu três derrotas, duas delas frente aos seus dois grandes rivais de Lisboa.

No final do ano o treinador Joseph Szabo foi suspenso depois da derrota com o Belenenses e de ter dado uma entrevista polémica, sendo rendido interinamente por José Fabian. Nessa altura o Sporting estava a 3 pontos do Benfica, mas ainda havia meio campeonato para jogar.

No inicio de 1955 Tavares da Silva foi convidado a assumir as funções de Selecionador Nacional, levantando-se a questão sobre a compatibilidade desse cargo com o de Orientador Técnico do Sporting, uma situação apimentada pelos maus resultados da equipa, pelo que em Fevereiro Tavares da Silva demitiu-se depois de um empate em Coimbra, isto apesar de Góis Mota o ter defendido até à última.

Foi então decidido contratar um treinador com plenos poderes, abandonando-se o modelo de responsabilidades bipartidas entre um orientador técnico e um treinador de campo. Stanley Matthews, Enrique Fernandez, Flávio Costa e Mário Fortunato, foram nomes sonantes que estiveram em cima da mesa, mas o eleito seria o argentino Alejandro Scopelli que assumiu o comando da equipa no dia 17 de Fevereiro, numa época que seria dramática para o Belenenses, curiosamente o clube português com que o agora treinador do Sporting tinha maiores afinidades.

Faltavam 8 jornadas para o fim do Campeonato e o Sporting estava em 3º lugar a 4 pontos do Benfica e a 2 do Belenenses, pelo que era uma missão muito difícil aquela que se colocava a Alejandro Scopelli, que começou por afirmar que não havia tempo para promover grandes mudanças na equipa, daí que as alterações introduzidas tenham resultado de duas lesões, primeiro de Joaquim Pacheco e depois de Vasques, que foram substituídos por Galaz e Mokuna, jogadores que agarraram a oportunidade, um recuperando o lugar de defesa esquerdo e o outro impondo-se como avançado centro, derivando assim João Martins para a posição de interior.

A equipa melhorou mas no momento decisivo não conseguiu ir além de um empate no primeiro "derby" da história do Estádio da Luz, pelo que a quatro rondas do termo do Campeonato o atraso em relação ao velho rival estava nos 3 pontos. No fim de semana seguinte o Benfica perdeu no Porto e o Belenense passou a liderar e foi assim que se chegou à última jornada com o Sporting a precisar não só de uma vitória nas Salésias, como que o Atlético fosse ganhar à Luz. Um cenário muito improvável que não se concretizou.

Assim o campeonato foi discutido até ao último minuto, mas desta vez entre os azuis e os encarnados, pois o Benfica ultrapassou sem dificuldades o Atlético, enquanto o Sporting nunca esteve perto de derrotar o Belenenses, que a quatro minutos do fim ganhava por 2-1. Foi então, quando nas Salésias já estoiravam os foguetes, que João Martins empatou um jogo que foi dramático, oferecendo o título ao Benfica e acabando a chorar com os homens de Belém.

A Taça de Portugal voltou a disputar-se com eliminatórias de apenas um jogo e, o Sporting para chegar ao Jamor, afastou sucessivamente o D. Beja, o Leixões, o Lusitano de Évora e o Farense, para na Final perder por 2-1 com o Benfica, que assim foi o grande vencedor da temporada, em parte graças ao treinador brasileiro Otto Glória, que mudou a história do futebol português introduzindo relevantes alterações táticas com a sua linha avançada em diagonal, abrindo o caminho para o 4x2x4 que se generalizaria nas temporadas seguintes.

Continuaram a disputar-se torneios de Reservas e desta vez o Sporting ganhou a Taça Adeodato de Carvalho.

A Seleção Nacional realizou quatro jogos nesta temporada. Passos e Travassos foram totalistas e o Zé marcou um golo. Caldeira e Juca estrearam-se pela equipa das quinas, com o defesa direito a totalizar três jogos tal como Carlos Gomes e João Martins, enquanto o médio fez apenas um jogo, à semelhança de Vasques e Albano que se despediu da Seleção.

To-mane 11h28min de 21 de Agosto de 2008 (UTC)

Figuras

Secção do Futebol

Nome Cargo Jogos V E D Observações
Oliveira Martins Director Até Fevereiro
António Duarte Silva Director Até Fevereiro
César Vitorino Director Desde Fevereiro
Tavares da Silva Orientador Técnico 18 9 5 4 Até 17-02-1955
Alejandro Scopelli Orientador Técnico 13 10 2 1 Desde 17-02-1955
Joseph Szabo Treinador 13 7 3 3 Até 27-12-1954
Iosif Fabian Treinador 5 2 2 1 De 27-12-1954 a 17-02-1955
Lélio Ribeiro Prep. Físico

Plantel

Jogador Posição Obs. CN TP Total
J G J G J G
Carlos Gomes Guarda-redes 26 -27 4 -5 30 -32
Rita Guarda-redes 0 0 1 -2 1 -2
Caldeira Defesa 25 0 4 0 29 0
Passos Defesa 25 0 5 0 30 0
Pacheco Defesa 18 0 4 0 22 0
Galaz Defesa 10 1 5 0 15 1
Lourenço Defesa 2 0 0 0 2 0
Juca Médio 22 2 4 2 26 4
Hrotko Médio 11 1 0 0 11 1
Armando Barros Médio 13 0 3 0 16 0
Ulisses Médio 4 0 1 0 5 0
Hugo Avançado 15 1 4 0 19 1
Vasques Avançado 20 14 4 3 24 17
João Martins Avançado 26 23 4 1 30 24
Travassos Avançado 25 5 5 2 30 7
Albano Avançado 21 8 2 0 23 8
Mendonça Avançado 9 2 0 0 9 2
Galileu Avançado 6 2 0 0 6 2
Fabian Avançado 2 1 0 0 2 1
Mokuna Avançado Desde Janeiro 6 10 5 9 11 19

Legenda
Competição: CN=Campeonato Nacional, TP=Taça de Portugal

Jogos

Campeonato Nacional

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
12-09-1954 1ª Jornada Sp. Braga – SPORTING 2 – 2 Ficha
19-09-1954 2ª Jornada SPORTING – Lusitano de Évora 9 – 1 Ficha
26-09-1954 3ª Jornada SPORTING – F.C. Porto 5 – 1 Ficha
03-10-1954 4ª Jornada Barreirense – SPORTING 0 – 0 Ficha
10-10-1954 5ª Jornada SPORTING – Académica 0 – 1 Ficha
17-10-1954 6ª Jornada Atlético – SPORTING 0 – 1 Ficha
24-10-1954 7ª Jornada SPORTING – V. Setúbal 7 – 2 Ficha
31-10-1954 8ª Jornada V. Guimarães – SPORTING 1 – 2 Ficha
07-11-1954 9ª Jornada SPORTING – Benfica 0 – 1 Ficha
14-11-1954 10ª Jornada Boavista – SPORTING 1 – 2 Ficha
21-11-1954 11ª Jornada SPORTING – C.U.F. 6 – 0 Ficha
12-12-1954 12ª Jornada Sp. Covilhã – SPORTING 2 – 2 Ficha
26-12-1954 13ª Jornada SPORTING – Belenenses 1 – 2 Ficha
09-01-1955 14ª Jornada SPORTING – Sp. Braga 5 – 2 Ficha
16-01-1955 15ª Jornada Lusitano de Évora – SPORTING 2 – 1 Ficha
23-01-1955 16ª Jornada F.C. Porto – SPORTING 1 – 1 Ficha
06-02-1955 17ª Jornada SPORTING – Barreirense 1 – 0 Ficha
13-02-1955 18ª Jornada Académica – SPORTING 1 – 1 Ficha
20-02-1955 19ª Jornada SPORTING – Atlético 5 – 2 Ficha
27-02-1955 20ª Jornada V. Setúbal – SPORTING 2 – 5 Ficha
06-03-1955 21ª Jornada SPORTING – V. Guimarães 2 – 0 Ficha
13-03-1955 22ª Jornada Benfica – SPORTING 1 – 1 Ficha
20-03-1955 23ª Jornada SPORTING – Boavista 5 – 0 Ficha
03-04-1955 24ª Jornada C.U.F. – SPORTING 0 – 3 Ficha
17-04-1955 25ª Jornada SPORTING – Sp. Covilhã 4 – 0 Ficha
24-04-1955 26ª Jornada Belenenses – SPORTING 2 – 2 Ficha

Classificação

Clube J V E D GM - GS P
1. Benfica 26 18 3 5 61 - 20 39
2. Belenenses 26 17 5 4 63 - 28 39
3. SPORTING 26 15 7 4 73 - 27 37

Pontuação: 2 pontos por vitória, 1 por empate, 0 por derrota

Taça de Portugal

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
08-05-1955 1ª Eliminatória SPORTING – Desp. Beja 6 – 1 Ficha
15-05-1955 Oitavos de Final SPORTING – Leixões 4 – 2 Ficha
29-05-1955 Quartos de Final Lusitano de Évora – SPORTING 1 – 2 Ficha
05-06-1955 Meias Finais SPORTING – Sp. Farense 4 – 1 Ficha
12-06-1955 Final Benfica – SPORTING 2 – 1 Ficha

Outros Jogos

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
01-01-1955 Depedida do Stadium de Lisboa SPORTING – Atlético 4 – 1 Ficha
19-06-1955 Amigável SPORTING – Vasco da Gama 1 – 2 Ficha
26-06-1955 Festa da subida Torreense – SPORTING 2 – 3 Ficha
Resumo da Época
Campeonato Nacional Taça de Portugal
3º lugar Finalista

Ver também

Outros links de interesse