Skip to main content
Sporting-Benfica em Xadrez, em 1955

As primeiras noticias da prática de Xadrez no Sporting datam de 1955, altura em o Clube participou na Taça Lupi e disputou alguns jogos frente ao Benfica, com resultados muito satisfatórios.

No entanto conforme consta na acta fundadora da Secção, só em 1958 é que o Xadrez só foi assumido oficialmente no Sporting Clube de Portugal, por iniciativa do Dr. Victor Buescu, um professor catedrático de Filologia Clássica, de origem romena, que lecionava na Universidade de Letras de Lisboa.

A partir daí a Secção de Xadrez do Sporting cresceu e consolidou-se, passando a ser integrada por nomes importantes da modalidade como o Mestre Nacional António Rocha, Albano Ilharco, Enes Batista, Castanheira da Silveira e Renato Figueiredo, para além destes, a equipa de Alvalade viria a integrar ainda alguns dos melhores jogadores nacionais da época, como o Mestre Nacional João Mário Ribeiro, o Mestre FIDE João Cordovil ou o Mestre Internacional Joaquim Durão.

Com um leque de jogadores de elevadíssima craveira, não surpreende que a primeira década de vida da Secção fosse marcada pelo sucesso e pelas vitórias, com o Mestre Joaquim Durão a conquistar o primeiro título individual de um xadrezista do Sporting em 1962 e com o primeiro título de Campeão Nacional por equipas a chegar no mesmo ano.

Estes primeiros títulos estabeleceram o mote para os anos seguintes e enquanto colectivamente o Sporting conquistava o primeiro tri-campeonato da história do xadrez em Portugal nos anos de 1962, 1963 e 1964, em termos individuais os títulos nacionais sucediam-se, com o MN João Mário Ribeiro a ser campeão em 1963, o MI Joaquim Durão em 1964 e o MF João Cordovil a triunfar em 1967 e 1969.

A década de 1970 corresponde a uma época de ouro no xadrez leonino, na qual um conjunto de jovens valores fez história no Sporting, são os casos do Mestre Internacional Fernando Silva, do Mestre Internacional Luís Santos e do Mestre Nacional Rui Silva Pereira. Com eles o Sporting conquista os Campeonatos Nacionais de 1975, 1976, 1977 e 1979, aos quais se vão somar os títulos de semi-rápidas por equipas de 1978 e de rápidas em 1979, ano onde se assiste também à conquista da primeira Taça de Portugal.

Também na década de 1970 os triunfos colectivos foram secundados pelas vitórias a nível individual, com o Sporting a ter a hegemonia da modalidade em Portugal vencendo oito dos dez títulos nacionais da década, através do Mestre Internacional Joaquim Durão em 1970 e 1971, do Mestre Nacional João Mário Ribeiro em 1972, do Mestre Internacional Luís Santos em 1978 e 1979 e do Mestre Internacional Fernando Silva que conquistou um tri-campeonato em 1975, 1976 e 1977.

Na década de 1980 a equipa leonina conseguiu mais um tri-campeonato, conquistando o Nacional em 1981, 1982 e 1983, tendo vencido nos mesmos anos os Nacionais de Semi-Rápidas, ao qual juntou o Campeonato Nacional de rápidas de 1981. 1981, foi aliás, um ano verdadeiramente ímpar, pois o Sporting venceu os títulos nacionais nas três variantes do xadrez. As duas Taças de Portugal conquistadas em 1984 e 1985 vieram enriquecer ainda mais este impressionante registo.

Em termos internacionais destaque para a prestigiante participação da equipa do Sporting na Taça dos Campeões Europeus de Clubes em 1981, com uma vitória sobre os belgas do Ghent nos oitavos de final e derrota com a Universidade de Telavive nos quartos de final, à qual se somaria nova participação em 1983, onde os Leões foram eliminados nos 16 avos de final pelo Rockaden Stockholm.

Infelizmente, para além dos triunfos, a década de 1980 ficou também marcada por uma grave crise em 1986, ano no qual a equipa ficou sem sala para jogar, sendo forçada a interromper a sua actividade nesse ano.

À consequente descida de divisão de 1986 somou-se um crescente semi-profissionalismo do Xadrez em Portugal, seguindo-se duas décadas marcadas por descidas e subidas de divisão. Contudo, a secção onde sempre se jogou apenas por amor à camisola, manteve-se sempre em actividade graças ao esforço, dedicação e devoção de homens como António Moura, MN Rui Silva Pereira, MN Horácio Neto, João Salvador Marques, Carlos Pereira, MN Joaquim Aníbal, MN José Pinheiro, Paulo Batista, Pedro Pita Soares ou José Gomes.

A Taça de Portugal conquistada de modo brilhante em 1999 contra adversários fortíssimos e contra um sem número de adversidades, acabou por ser um título solitário no meio de uma difícil travessia do deserto.

XadrezEmAlvalade.jpg

Com o novo milénio a Secção de Xadrez do Sporting vê as suas instalações serem francamente melhoradas após a edificação do novo Complexo Alvalade XXI e surge em Alvalade a modalidade de xadrez por correspondência por equipas, tendo-se a equipa do Sporting apurado para a mais importante prova de clubes da modalidade, a Champions League, onde a Equipa de Xadrez Postal do Sporting venceu o grupo B1, qualificando-se assim para a final.

Este feito histórico no Clube foi alcançado tendo cada jogador disputado um total de 12 partidas, a equipa do Sporting foi constituída por Horácio Neto, Luís Quaresma, António Moura e Rui Silva Pereira. Nesta edição da Champions League organizada pela International Correspondence Chess Federation participaram 195 equipas de todo o mundo alinhadas em grupos de 13 e escalonadas em 3 divisões (A,B e C) em que a Divisão “A” teve apenas um grupo, a “B” 4 grupos e a “C” 10 grupos, com este triunfo no seu grupo a Equipa do Sporting assegurou ainda a passagem à Divisão “A”.

O GM Horácio Neto surge mesmo como um dos expoentes mundiais do xadrez por correspondência, tendo disputado a final do campeonato do mundo por duas vezes.

A década de 2010 trouxe uma nova força ao xadrez em Alvalade e a 04 de Janeiro de 2014 o Sporting volta, trinta anos depois, a conquistar um campeonato nacional por equipas. Na circunstância o campeonato nacional de rápidas, que decorreu no Parque da Moita. Para o efeito a equipa leonina reforçou-se com dois grandes mestres, o espanhol Manuel Perez e o luso-espanhol Daniel Leal, tendo para além destes, alinhado com Paulo Dias, António Vasques e Pedro Rego, e vencido as sete sessões, classificando-se à frente do Barreirense e da Equipa B do Sporting.

Colocar as suas duas formações no pódio, numa competição que contou com 26 equipas, é a prova da forte aposta na modalidade, superiormente conduzida por António Moura.

A 19 de Outubro de 2014 a equipa do Sporting venceu a primeira edição da Taça Nacional das Associações, uma competição que juntou os vencedores das Taças de cada Associação Distrital.

Depois de já ter estado na fase final da Champions de Xadrez por Correspondência em 2013 o Sporting voltou a repetir o feito em 2017, depois de um percurso invicto nas 12 jornadas da fase de apuramento, fase final essa que decorre de Abril de 2017 a Dezembro de 2018 e que conta com 13 equipas.

Ainda nesta vertente do Xadrez, Horácio Neto classificou-se em segundo lugar na 28ª edição do Campeonato do Mundo. Na final de uma competição que decorreu entre Junho de 2013 e Fevereiro de 2017, o xadrezista leonino bateu o croata Krivic e sagrou-se vice-campeão mundial.

Ao longo de todos estes anos, destaque igualmente para as diversas presenças nas Olimpíadas de Xadrez de jogadores do Sporting, uma constante desde os idos anos de 1960 até à actualidade, onde nas olimpíadas de 2014 o Mestre Internacional Paulo Dias, o Mestre Nacional Pedro Rego e a candidata a Mestre feminina Rita Jorge marcaram presença, e que fazem do Sporting seguramente um dos clubes com mais atletas olímpicos da história do xadrez nacional.

O Xadrez Época a Época
Xadrez 1958 • Xadrez 1959 • Xadrez 1960 • Xadrez 1961 • Xadrez 1962 • Xadrez 1963 • Xadrez 1964 • Xadrez 1965 • Xadrez 1966 • Xadrez 1967 • Xadrez 1968
Ver também
Xadrezistas do Sporting Palmarés do Xadrez

Palmarés

  • 11 Campeonatos Nacionais por Equipas - Partidas Clássicas
    • 1962, 1963, 1964, 1967, 1975, 1976, 1977, 1979, 1981, 1982 e 1983
  • 4 Taças de Portugal por Equipas - Partidas Clássicas
    • 1979, 1984, 1985 e 1999
  • 4 Campeonatos Nacionais por Equipas - Partidas Semi-Rápidas
    • 1978, 1981, 1982 e 1983
  • 3 Campeonatos Nacionais por Equipas - Partidas Rápidas
    • 1979, 1981 e 2014
  • 1 Taça Nacional das Associações
    • 2014
  • 2 Campeonatos Distritais por Equipas - Partidas Clássicas
    • 2011 e 2014
  • 1 Campeonato Distrital por Equipas - Partidas Semi-Rápidas
    • 2015
  • 1 Campeonato Distrital por Equipas - Partidas Rápidas
    • 2014
  • 2 Taças de Lisboa
    • 2014 e 2015
  • 1 Campeonato Nacional Sub-20 por Equipas - Partidas Rápidas
    • 2015

A nível individual os jogadores do Sporting já conquistaram inúmeros títulos de Campeões Nacionais nas diversas variantes da modalidade.

ÉPOCAS CAMPEONATOS NACIONAIS CAMPEONATOS REGIONAIS
Atleta Escalão Prova Atleta Escalão Prova
1958 Daniel de Oliveira Homens
1960 António Rocha Homens
1962 António Rocha Homens
1963 José Mário Ribeiro Homens José Mário Ribeiro Homens Sul
Joaquim Durão Homens Lisboa

Links