Skip to main content
 
Linha 211: Linha 211:
 
|}
 
|}
  
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 
|-
 
! style="background:#E1EFC2;"|'''Resumo da Época'''
 
|}
 
{| class="wikitable" width=100% style="text-align:center"
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
| width= 50%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1956/57#Campeonato_Nacional '''Campeonato Nacional''']
 
| width= 50%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1956/57#Ta.C3.A7a_de_Portugal '''Taça de Portugal''']
 
|-
 
| 4º lugar||Quartos de Final
 
|-
 
|}
 
 
===Outros Jogos===
 
===Outros Jogos===
 
{{Competição (jogos)}}
 
{{Competição (jogos)}}
Linha 252: Linha 240:
 
|-
 
|-
 
| 29-06-1957||Amigável||SPORTING – FC Porto|| 3 – 2||[[1957-06-29 SPORTING – FC Porto|Ficha]]
 
| 29-06-1957||Amigável||SPORTING – FC Porto|| 3 – 2||[[1957-06-29 SPORTING – FC Porto|Ficha]]
 +
|-
 +
|}
 +
 +
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 +
|-
 +
! style="background:#E1EFC2;"|'''Resumo da Época'''
 +
|}
 +
{| class="wikitable" width=100% style="text-align:center"
 +
|-style="background:#E1EFC2;"
 +
| width= 50%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1956/57#Campeonato_Nacional '''Campeonato Nacional''']
 +
| width= 50%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1956/57#Ta.C3.A7a_de_Portugal '''Taça de Portugal''']
 +
|-
 +
| 4º lugar||Quartos de Final
 
|-
 
|-
 
|}
 
|}

Edição atual desde as 20h25min de 14 de fevereiro de 2020

Há três anos sem ganhar nada

Sob o comando do argentino Abel Picabêa que tinha chegado no final da temporada anterior, o Sporting inicia de uma forma tímida a renovação da equipa, com a contratação de dois dos jogadores mais promissores do futebol português: Pérides que vinha da Académica e Gabriel Cardoso do Sp. Braga, ao mesmo tempo que de África chegava Octávio de Sá e do Brasil vinha Osvaldinho. O internacional Germano do Atlético, que era na altura um dos melhores jogadores portugueses, também esteve contratado mas adoeceu e teve de ser internado num sanatório, pelo que a transferência se gorou.

O treinador argentino tinha recomendado a contratação de Rodrigo, um avançado centro brasileiro que acabou por não vir e assim Picabêa lançou o jovem Pompeu, havendo ainda a registar o regresso de Couceiro que tinha estado emprestado ao Covilhã e a estreia de Fernando Mendes, outro jovem muito prometedor. A aposta na formação começava a dar frutos.

No que diz respeito a saídas, Rocha foi para a Académica, Manuel Oliveira e Mário Gonçalves para o Atlético, Lourenço para o Sp. da Covilhã, enquanto Mokuna regressou ao Congo.

Todas estas alterações não surtiram grande efeito e esta foi mais uma temporada muito atribulada, com algumas polémicas e problemas disciplinares envolvendo jogadores importantes como o guarda-redes Carlos Gomes, o consagrado Vasques e o capitão Passos que acabou mesmo por ser dispensado antes que época terminasse.

Mas o maior problema foi a ausência de Travassos que foi mais uma vez operado e ainda por cima Mário Imbelloni que tinha sido contratado no final da época anterior, recebeu uma grande proposta do México e pediu ao Sporting para o libertar, pelo que a vaga no lugar de interior esquerdo acabou por ser preenchida por jogadores adaptados à posição, isto numa altura em que se estava numa fase de transição do tradicional WM para o 4x2x4, o que também deu origem a alguma discussão.

Assim a equipa começou o campeonato com três derrotas e um empate, nas primeiras cinco jornadas e chegou a andar no fundo da tabela, tendo depois alternado boas exibições, com resultados inexplicáveis, acabando por repetir o 4º lugar do campeonato anterior, desta vez a 10 pontos do Benfica, que bem pode agradecer este titulo ao Sporting, que ao derrotar por 2-1 o FC Porto apeou os portistas da liderança.

Por outro lado a questão do treinador também era um problema, numa altura em que os reputados técnicos brasileiros Otto Glória e Flávio Costa estavam à frente do Benfica e do FC Porto, mas como a Direção se considerava demissionária, achou por bem deixar o problema da substituição de Abel Picabêa para a nova gerência que só tomaria posse em Fevereiro, isto apesar de se terem estabelecido contactos com o avançado do Honved, Ferenc Puskas, no sentido deste se tornar treinador-jogador no Sporting. No entanto o credenciado internacional húngaro optaria por prosseguir a sua carreira de futebolista no Real Madrid.

A nova Direcção entregou o pelouro do Futebol a Martinho de Oliveira e Lobo da Costa que de imediato começaram à procura de um treinador que fosse capaz de recolocar o Sporting no caminho das vitórias. A escolha recaiu no consagrado técnico uruguaio Enrique Fernandez que chegou a Lisboa em Abril, ainda a tempo de tentar salvar a época na Taça de Portugal, competição onde o Sporting começou por eliminar com algumas dificuldades o Atlético, mas nos quartos-de-final depois de empatar em casa com o Vitória, os Leões perderam por 2-1 em Setúbal, concluindo assim a terceira época de jejum, depois daquele que tinha sido o período áureo do futebol do leonino. Começava-se finalmente a perceber que a renovação do plantel não tinha sido preparada atempadamente, e que a sucessão dos Cinco Violinos não seria tarefa fácil.

De fora da Taça dos Campeões Europeus, o Sporting intensificou os contactos internacionais, conseguindo alguns bons resultados em jogos com clubes estrangeiros, encontros que foram muito úteis para que o novo treinador pudesse conhecer a equipa e as suas debilidades.

As Reservas disputaram dois torneios, ficando em 2º lugar em ambos.

Nesta época a Seleção Nacional disputou 6 jogos, 3 deles a contar para a fase de qualificação para o Mundial de 1958 e 2 englobados numa digressão ao Brasil. Carlos Gomes e Vasques foram totalistas, tendo o avançado marcado 2 golos, Passos e Travassos somaram 2 jogos, enquanto João Martins apenas disputou o último confronto com o Brasil.

To-mane 11h01min de 22 de Agosto de 2008 (UTC)

Figuras

Secção do Futebol

Nome Cargo Jogos V E D Observações
José António Pimentel Director
António Alberto Ribeiro Ferreira Director Até Março
Lobo da Costa Director Desde Março
José António Arsénio Secretário-Técnico Até Março
Abel Picabêa Treinador 26 12 7 7 Até 11-04-1957
Enrique Fernandez Treinador 4 1 1 2 Desde 11-04-1957
Anselmo Pisa Adjunto

Plantel

Jogador Posição Obs. CN TP Total
J G J G J G
Carlos Gomes Guarda-redes 25 -27 4 -5 29 -32
Octávio de Sá Guarda-redes 1 -1 0 0 1 -1
Passos Defesa 23 0 0 0 23 0
Caldeira Defesa 19 0 4 0 23 0
Galaz Defesa 16 0 4 0 20 0
Pacheco Defesa 14 0 4 0 18 0
Couceiro Defesa 3 0 0 0 3 0
Galileu Defesa 1 0 0 0 1 0
Pérides Médio 26 4 4 0 30 4
Osvaldinho Médio 19 0 4 0 23 0
Juca Médio 16 0 0 0 16 0
Valter Médio 2 0 2 0 4 0
Fernando Mendes Médio 1 0 0 0 1 0
Hugo Avançado 18 6 4 0 22 6
Vasques Avançado 20 10 3 1 23 11
Pompeu Avançado 20 14 3 1 23 15
Travassos Avançado 12 2 3 1 15 3
João Martins Avançado 26 13 4 2 30 15
Gabriel Avançado 16 9 1 0 17 9
Miltinho Avançado 4 3 0 0 4 3
Joaquim José Avançado 3 0 0 0 3 0
Quim Avançado 1 0 0 0 1 0

Legenda
Competição: CN=Campeonato Nacional, TP=Taça de Portugal

Jogos

Campeonato Nacional

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
11-09-1956 1º Jornada SPORTING – Académica 1 – 3 Ficha
16-09-1956 2º Jornada Benfica – SPORTING 1 – 1 Ficha
30-09-1956 3º Jornada Lusitano de Évora – SPORTING 2 – 1 Ficha
07-10-1956 4º Jornada SPORTING – Sp. Covilhã 7 – 1 Ficha
14-10-1956 5º Jornada F.C. Porto – SPORTING 2 – 0 Ficha
21-10-1956 6º Jornada SPORTING – C.U.F. 8 – 0 Ficha
28-10-1956 7º Jornada Caldas – SPORTING 1 – 7 Ficha
06-11-1956 8º Jornada SPORTING – Belenenses 2 – 2 Ficha
11-11-1956 9º Jornada Atlético – SPORTING 1 – 3 Ficha
18-11-1956 10º Jornada SPORTING – Oriental 3 – 1 Ficha
25-11-1956 11º Jornada V. Setúbal – SPORTING 0 – 0 Ficha
02-12-1956 12º Jornada SPORTING – Barreirense 3 – 0 Ficha
09-12-1956 13º Jornada Torreense – SPORTING 0 – 0 Ficha
16-12-1956 14º Jornada Académica – SPORTING 2 – 0 Ficha
23-12-1956 15º Jornada SPORTING – Benfica 1 – 0 Ficha
30-12-1956 16º Jornada SPORTING – Lusitano de Évora 1 – 1 Ficha
06-01-1957 17º Jornada Sp. Covilhã – SPORTING 4 – 3 Ficha
13-01-1957 18º Jornada SPORTING – F.C. Porto 2 – 1 Ficha
20-01-1957 19º Jornada C.U.F. – SPORTING 0 – 0 Ficha
27-01-1957 20º Jornada SPORTING – Caldas 6 – 0 Ficha
03-02-1957 21º Jornada Belenenses – SPORTING 2 – 2 Ficha
10-02-1957 22º Jornada SPORTING – Atlético 3 – 0 Ficha
24-02-1957 23º Jornada Oriental – SPORTING 1 – 0 Ficha
10-03-1957 24º Jornada SPORTING – V. Setúbal 4 – 0 Ficha
17-03-1957 25º Jornada Barreirense – SPORTING 2 – 1 Ficha
31-03-1957 26º Jornada SPORTING – Torreense 3 – 1 Ficha

Classificação

Clube J V E D GM - GS P
1. Benfica 26 17 7 2 75 - 25 41
2. FC Porto 26 18 4 4 86 - 23 40
3. Belenenses 26 13 7 6 74 - 50 33
4. SPORTING 26 12 7 7 62 - 28 31
5. Lusitano 26 13 4 9 57 - 51 30

Pontuação: 2 pontos por vitória, 1 por empate, 0 por derrota

Taça de Portugal

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
18-04-1957 Oitavos de Final SPORTING – Atlético 3 – 1 Ficha
21-04-1957 Oitavos de Final Atlético – SPORTING 2 – 1 Ficha
25-04-1957 Quartos de Final SPORTING – V. Setúbal 0 – 0 Ficha
28-04-1957 Quartos de Final V. Setúbal – SPORTING 2 – 1 Ficha

Outros Jogos

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
02-09-1956 Festa do Passos SPORTING – FC Porto 4 – 3 Ficha
05-09-1956 Amigável SPORTING – Celta de Vigo 2 – 1 Ficha
19-09-1956 Amigável SPORTING – Valência 3 – 2 Ficha
23-09-1956 Inauguração do Restelo Belenenses – SPORTING 2 – 1 Ficha
01-11-1956 Amigável Valência – SPORTING 2 – 0 Ficha
07-04-1957 Amigável SPORTING – Recife 2 – 1 Ficha
10-04-1957 Amigável SPORTING – Sevilha 5 – 2 Ficha
15-05-1957 Amigável Caldas – SPORTING 2 – 2 Ficha
28-05-1957 Taça Amizade Belenenses – SPORTING 2 – 4 Ficha
04-06-1957 Taça Amizade SPORTING – Belenenses 1 – 0 Ficha
10-06-1957 Amigável SPORTING – Oli. Marselha 0 – 1 Ficha
19-06-1957 Amigável SPORTING – Valladolid 3 – 2 Ficha
25-06-1957 Amigável SPORTING – First Viena 2 – 0 Ficha
29-06-1957 Amigável SPORTING – FC Porto 3 – 2 Ficha
Resumo da Época
Campeonato Nacional Taça de Portugal
4º lugar Quartos de Final

Ver também

Outros links de interesse