Skip to main content
 
Linha 2: Linha 2:
 
==A estreia da Taça dos Campeões Europeus==
 
==A estreia da Taça dos Campeões Europeus==
 
__TOC__
 
__TOC__
[[Imagem:Sporting-1955-56.jpg|500 px]]
+
[[Imagem:Sporting-1955-56.jpg|700 px]]
  
 
A nova temporada começou com uma grande notícia: [[Travassos]] foi convocado para a Seleção da Europa que defrontou a Inglaterra num jogo integrado nas comemorações do centenário da introdução oficial do futebol nas Ilhas Britânicas, algo inédito na história do [[Futebol]] português, pelo que a partir daí o interior esquerdo do Sporting passou a ser conhecido como o "Zé da Europa", ao mesmo tempo que era considerado o melhor jogador português de sempre, numa altura em que detinha o recorde de internacionalizações pela Seleção Nacional A.
 
A nova temporada começou com uma grande notícia: [[Travassos]] foi convocado para a Seleção da Europa que defrontou a Inglaterra num jogo integrado nas comemorações do centenário da introdução oficial do futebol nas Ilhas Britânicas, algo inédito na história do [[Futebol]] português, pelo que a partir daí o interior esquerdo do Sporting passou a ser conhecido como o "Zé da Europa", ao mesmo tempo que era considerado o melhor jogador português de sempre, numa altura em que detinha o recorde de internacionalizações pela Seleção Nacional A.
Linha 223: Linha 223:
 
|-
 
|-
 
||12-10-1955||1ª Eliminatória||Partizan Belgrado (Jugoslávia) – SPORTING||5 – 2||[[1955-10-12 Partizan Belgrado – SPORTING|Ficha]]
 
||12-10-1955||1ª Eliminatória||Partizan Belgrado (Jugoslávia) – SPORTING||5 – 2||[[1955-10-12 Partizan Belgrado – SPORTING|Ficha]]
|-
 
|}
 
 
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 
|-
 
! style="background:#E1EFC2;"|'''Resumo da Época'''
 
|}
 
{| class="wikitable" width=100% style="text-align:center"
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Campeonato_Nacional '''Campeonato Nacional''']
 
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Ta.C3.A7a_de_Portugal '''Taça de Portugal''']
 
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Ta.C3.A7a_dos_Campe.C3.B5es_Europeus '''Taça dos Campeões Europeus''']
 
|-
 
| 4º lugar|| Oitavos de Final||1ª Eliminatória
 
 
|-
 
|-
 
|}
 
|}
Linha 261: Linha 247:
 
|-
 
|-
 
| 30-06-1956||Amigável||SPORTING – 1. Simmeringer SC (Áustria)|| 2 – 0||[[1956-06-30 SPORTING – 1. Simmeringer SC (Áustria)|Ficha]]
 
| 30-06-1956||Amigável||SPORTING – 1. Simmeringer SC (Áustria)|| 2 – 0||[[1956-06-30 SPORTING – 1. Simmeringer SC (Áustria)|Ficha]]
 +
|-
 +
|}
 +
 +
{| class="wikitable collapsible" width=100%
 +
|-
 +
! style="background:#E1EFC2;"|'''Resumo da Época'''
 +
|}
 +
{| class="wikitable" width=100% style="text-align:center"
 +
|-style="background:#E1EFC2;"
 +
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Campeonato_Nacional '''Campeonato Nacional''']
 +
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Ta.C3.A7a_de_Portugal '''Taça de Portugal''']
 +
| width= 33%|[https://www.wikisporting.com/index.php?title=1955/56#Ta.C3.A7a_dos_Campe.C3.B5es_Europeus '''Taça dos Campeões Europeus''']
 +
|-
 +
| 4º lugar|| Oitavos de Final||1ª Eliminatória
 
|-
 
|-
 
|}
 
|}

Edição atual desde as 19h26min de 14 de fevereiro de 2020

A estreia da Taça dos Campeões Europeus

Sporting-1955-56.jpg

A nova temporada começou com uma grande notícia: Travassos foi convocado para a Seleção da Europa que defrontou a Inglaterra num jogo integrado nas comemorações do centenário da introdução oficial do futebol nas Ilhas Britânicas, algo inédito na história do Futebol português, pelo que a partir daí o interior esquerdo do Sporting passou a ser conhecido como o "Zé da Europa", ao mesmo tempo que era considerado o melhor jogador português de sempre, numa altura em que detinha o recorde de internacionalizações pela Seleção Nacional A.

Outra novidade desta época foi o arranque da Taça dos Campeões Europeus, uma competição que tinha sido idealizada pelo jornal francês L'Équipe, que em Março de 1955 convidou para nela participarem os melhores clubes de 16 países da Europa, pelo que naturalmente que o representante de Portugal foi o Sporting, isto apesar do vencedor do campeonato português de 1954/55 ter sido o Benfica.

Calhou em sorte ao Sporting defrontar o Partizan de Belgrado, uma das equipas mais fortes do centro da Europa. Para a história ficou o primeiro golo da competição, marcado por João Martins, naquele que foi o jogo inaugural desta histórica prova, disputado no Estádio Nacional, e que terminou com um empate a três bolas. Os Leões apresentaram-se com menos de um mês de treinos, quando apenas tinham disputado um jogo de preparação, pelo que não tiveram pedalada para os jugoslavos e no encontro da 2ª mão foram goleados em Belgrado.

Apesar de ter perdido para o Benfica o Campeonato e a Taça de Portugal da temporada anterior, Alejandro Scopelli tinha conseguido melhorar o rendimento da equipa e assim continuou no comando do Sporting, agora tendo como adjunto Anselmo Pisa, que também ficou com a missão de orientar as equipas dos escalões inferiores.

A renovação do quadro de jogadores era inevitável. Albano foi mais um dos Cinco Violinos a chegar ao fim da linha e Caldeira também jogou pouco nesta época, sendo substituído por Joaquim Pacheco no lado direito da defesa, enquanto Galaz voltava ao lado esquerdo. Quim um jovem extremo esquerdo descoberto no SL Olivais e Rocha um macaense muito habilidoso que chegara do decorrer da temporada anterior, foram ganhando o seu espaço na linha da frente, tal como Valter que viera do Sp. Espinho referenciado como um avançado centro muito promissor, posição que inicialmente ocupou, obrigando João Martins a descair para a esquerda, mas com a chegada de Miltinho, o possante jovem espinhense recuou para o lugar de médio direito onde acabou por se fixar numa posição que ficara em aberto depois de Janos Hrotko ter sido dispensado ao Sporting Clube da Covilhã e da suspensão de Armando Barros por questões disciplinares. Menos sorte teve Joaquim José um avançado contratado ao Montijo, o mesmo se podendo dizer em relação ao guarda redes espanhol Juan Santos e ao médio argentino Vallone, jogadores recomendados por Alejandro Scopelli, mas que jogaram pouco.

Em Dezembro chegou o brasileiro Miltinho. Era mais um na já longa lista de candidatos à missão impossível de fazer esquecer Peyroteo, sucedendo a Mokuna que caíra em descrédito depois da Final da Taça de 1955. Foi titular até ao fim da época, marcando 11 golos em 16 jogos, no entanto a verdade é que nenhum dos reforços desta temporada se viria a impor definitivamente no Sporting.

O campeonato correu ainda pior do que o anterior. O Sporting entrou muito mal e quando na 6ª jornada perdeu por 3-1 com o Benfica, caiu para o 7º lugar a 4 pontos do seu rival. Alejandro Scopelli foi introduzindo algumas alterações e a equipa melhorou, mas o ano começou com outra derrota, desta vez no Porto, e assim o Sporting ficou em 5º lugar a 6 pontos dos portistas que na altura lideravam a tabela classificativa.

Quando o Sporting se deslocou ao Estádio da Luz para o "derby" da 2ª volta estava a 5 pontos do seu velho rival e a 6 do FC Porto, pelo que essa derrota por 3-0 foi a estocada final nas já ténues aspirações leoninas a recuperar o título.

Perante estes resultados o Presidente Góis Mota prometeu tomar medidas e exigiu mais brio e garra aos jogadores, mas quem pagou a fatura foi o treinador Alejandro Scopelli que se demitiu em Abril, sendo substituído interinamente por Anselmo Pisa, o seu adjunto e treinador dos Juniores, que orientou a equipa nos últimos jogos do Campeonato, e até conseguiu derrotar por 1-0 os futuros Campeões, o FC Porto, sendo que no final desse encontro os jogadores dedicaram a vitória ao seu anterior treinador. No entanto na última jornada o Sporting perdeu por 2-1 com o Belenenses, e foi assim parar ao 4º lugar, naquela que era até então a pior classificação de sempre do clube no Campeonato Nacional.

No dia 21 de Abril de 1956 o Presidente Góis Mota anunciou Abel Picabêa como o novo treinador do Sporting. O técnico argentino chegou a Portugal na semana seguinte começando a trabalhar no dia 30 de Abril. Vinha com contrato a termo com o objetivo de preparar a equipa para o jogo de inauguração do Estádio José Alvalade, ficando nas mãos da Direção a decisão de prolongar o vínculo para a temporada seguinte.

Mas ainda havia a Taça de Portugal para disputar e foi já sob o comando do novo técnico, que o Sporting depois de eliminar a CUF com muitas dificuldades, foi afastado pelo Torreense, encerrando assim da pior maneira uma temporada para esquecer, que era a segunda consecutiva sem ganhar nada. Era a confirmação de que a equipa que dominara o Futebol português na última década se encontrava em fim de ciclo e de que a renovação do quadro de jogadores não estava a correr muito bem.

A 10 de Junho de 1956 o Sporting inaugurou o Estádio José Alvalade com pompa e circunstância, mas com mais uma derrota, desta feita por 2-3, frente aos brasileiros do Vasco da Gama. Três dias depois realizou-se pela primeira vez em Portugal um jogo com iluminação artificial, em que o Sporting perdeu por 3-0 com uma Seleção de Budapeste.

Nas Reservas o Sporting obteve mais um triunfo, desta vez na Taça Ricardo Ornelas, numa altura em que continuavam a não se disputar os Campeonatos Regionais desta categoria.

Nesta época a Seleção Nacional disputou 7 jogos. Passos esteve presente em 6 deles. Vasques, Travassos e Juca participaram em 4 desses jogos, sendo que o primeiro marcou 2 golos. Carlos Gomes e João Martins somaram 3 presenças.

To-mane 21h22min de 21 de Agosto de 2008 (UTC)

Figuras

Secção do Futebol

Nome Cargo Jogos V E D Observações
César Vitorino Director
Borges Leal Secretário-Técnico Desde Dezembro
José António Arsénio Secretário-Técnico Desde Março
Alejandro Scopelli Treinador 26 14 7 5
Anselmo Pisa Adjunto
Anselmo Pisa Treinador 2 1 0 1
Abel Picabêa Treinador 2 1 0 1

Plantel

Jogador Posição Obs. CN TP TCE Total
J G J G J G J G
Carlos Gomes Guarda-redes 24 -24 2 -4 2 -8 28 -36
Juan Santos Guarda-redes 2 -3 0 0 0 0 2 -3
Galaz Defesa 16 0 0 0 2 0 18 0
Passos Defesa 25 1 2 0 2 0 29 1
Pacheco Defesa 24 0 2 0 1 0 27 0
Caldeira Defesa 6 0 2 0 1 0 9 0
Lourenço Defesa 1 0 0 0 0 0 1 0
Galileu Defesa/Médio 11 0 0 0 0 0 11 0
Juca Médio 26 0 2 0 2 0 30 0
Armando Barros Médio 4 0 0 0 2 0 6 0
Ulisses Médio 1 0 0 0 0 0 1 0
Vallone Médio 2 0 0 0 0 0 2 0
Oliveira Médio 2 0 0 0 0 0 2 0
Valter Avançado/Médio 24 9 2 0 1 2 27 11
Rocha Avançado 15 1 2 1 0 0 17 2
Vasques Avançado 26 19 2 2 2 0 30 21
Travassos Avançado 19 3 0 0 2 0 21 3
João Martins Avançado 20 5 2 0 2 2 24 7
Quim Avançado 10 3 0 0 1 1 11 4
Joaquim José Avançado 7 3 0 0 1 0 8 3
Mokuna Avançado 2 0 0 0 0 0 2 0
Hugo Avançado 2 0 0 0 1 0 3 0
Albano Avançado 3 0 2 0 0 0 5 0
Miltinho Avançado Desde de Dezembro 14 10 2 1 0 0 16 11

Legenda
Competição: CN=Campeonato Nacional, TP=Taça de Portugal, TCE Taça dos Campeões Europeus

Jogos

Campeonato Nacional

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
18-09-1955 1ª Jornada C.U.F. – SPORTING 0 – 0 Ficha
25-09-1955 2ª Jornada SPORTING – Torreense 0 – 1 Ficha
02-10-1955 3ª Jornada V. Setúbal – SPORTING 2 – 2 Ficha
06-10-1955 4ª Jornada SPORTING – Atlético 5 – 2 Ficha
16-10-1955 5ª Jornada Sp. Braga – SPORTING 2 – 3 Ficha
23-10-1955 6ª Jornada SPORTING – Benfica 1 – 3 Ficha
30-10-1955 7ª Jornada Barreirense – SPORTING 2 – 3 Ficha
06-11-1955 8ª Jornada SPORTING – Caldas 2 – 0 Ficha
13-11-1955 9ª Jornada Lusitano de Évora – SPORTING 1 – 1 Ficha
27-11-1955 10ª Jornada SPORTING – Sp. Covilhã 3 – 0 Ficha
04-12-1955 11ª Jornada SPORTING – Académica 2 – 1 Ficha
01-01-1956 12ª Jornada F.C. Porto – SPORTING 3 – 1 Ficha
08-01-1956 13ª Jornada SPORTING – Belenenses 1 – 0 Ficha
15-01-1956 14ª Jornada SPORTING – C.U.F. 3 – 0 Ficha
22-01-1956 15ª Jornada Torreense – SPORTING 0 – 0 Ficha
29-01-1956 16ª Jornada SPORTING – V. Setúbal 2 – 0 Ficha
05-02-1956 17ª Jornada Atlético – SPORTING 0 – 2 Ficha
12-02-1956 18ª Jornada SPORTING – Sp. Braga 4 – 2 Ficha
19-02-1956 19ª Jornada Benfica – SPORTING 3 – 0 Ficha
26-02-1956 20ª Jornada SPORTING – Barreirense 7 – 1 Ficha
04-03-1956 21ª Jornada Caldas – SPORTING 0 – 2 Ficha
11-03-1956 22ª Jornada SPORTING – Lusitano de Évora 6 – 0 Ficha
18-03-1956 23ª Jornada Sp. Covilhã – SPORTING 1 – 1 Ficha
15-04-1956 24ª Jornada Académica – SPORTING 1 – 1 Ficha
22-04-1956 25ª Jornada SPORTING – F.C. Porto 1 – 0 Ficha
29-04-1956 26ª Jornada Belenenses – SPORTING 2 – 1 Ficha

Classificação

Clube J V E D GM - GS P
1. FC Porto 26 18 7 1 77 - 20 43
2. Benfica 26 19 5 2 76 - 31 43
3. Belenenses 26 16 5 5 67 - 25 37
4. SPORTING 26 15 6 5 54 - 27 36
5. Sp. Covilhã 26 11 7 8 53 - 44 29

Pontuação: 2 pontos por vitória, 1 por empate, 0 por derrota

Taça de Portugal

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
02-05-1956 1ª Eliminatória SPORTING – C.U.F. 4 – 3 Ficha
06-05-1956 Oitavos de Final Torreense – SPORTING 1 – 0 Ficha

Taça dos Campeões Europeus

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
04-09-1955 1ª Eliminatória SPORTING – Partizan Belgrado (Jugoslávia) 3 – 3 Ficha
12-10-1955 1ª Eliminatória Partizan Belgrado (Jugoslávia) – SPORTING 5 – 2 Ficha

Outros Jogos

Data Jornada Jogo Resultado Ficha de jogo
28-08-1955 Homenagem a Travassos SPORTING – Estoril 10 – 3 Ficha
11-09-1955 Amigável FC Porto – SPORTING 2 – 1 Ficha
01-12-1955 Dia do Cimento SPORTING – SPORTING (Reservas) 4 – 1 Ficha
24-12-1955 Apresentação de Miltinho SPORTING – G.D. CUF 2 – 2 Ficha
27-05-1956 Taça Índia SPORTING – Lusitano 1 – 0 Ficha
31-05-1956 Festa do Francisco Silva Barreirense – SPORTING 0 – 2 Ficha
10-06-1956 Inauguração do Estádio SPORTING – Vasco da Gama 2 – 3 Ficha
13-06-1956 Amigável SPORTING – Sel. Budapeste 0 – 3 Ficha
16-06-1956 Amigável SPORTING – Oriental 5 – 1 Ficha
30-06-1956 Amigável SPORTING – 1. Simmeringer SC (Áustria) 2 – 0 Ficha
Resumo da Época
Campeonato Nacional Taça de Portugal Taça dos Campeões Europeus
4º lugar Oitavos de Final 1ª Eliminatória

Ver também

Outros links de interesse